Machine Learning fazendo você se aproximar de seus clientes.

    Há tempos o ser humano vem de forma crescente tentando, de todas as formas, gerar paixão em seu próximo com algo que ele mesmo produz. Algumas vezes este sonho de ser reconhecido se torna algo tão grande que ele rompe as barreiras do seu bairro, cidade, estado e até do país.

    Várias pessoas já conseguiram ultrapassar estas barreiras e deixaram um legado destes sonhos, que vou chamar de produtos ou serviços. Gosto sempre de citar a Harley Davidson como exemplo de legado, de paixão e de euforia. A Harley conseguiu ultrapassar tantas barreiras do consumismo que hoje ela não se enquadra nem em um produto, mas sim, em uma ideia ou até sendo extremo, um estilo de vida.

    Hoje algumas marcas conseguem sim gerar este tipo de aproximação e ter seu cliente tão aficionado quanto a Apple faz. Porém, já parou para pensar que hoje em dia, com estas chuvas de dados, chegar a este conceito não seria assim tão complicado? Afinal, com dados você consegue conhecer seu cliente tão bem que não seria difícil se aproximar dele.

    Sendo bem pragmático, o mundo hoje gera tantos dados que até os profissionais da área de B.I. não conseguem acompanhar! Porém, se sua leitura for correta, focada em seu negócio, garantindo a interação com sistemas adequados de leituras e tomadas de ações centradas nestes bancos “mágicos” de dados, você terá um caldeirão repleto de elementos que resultarão em sucesso.

    Vamos lá! Você precisa que estes dados tenham a leitura de seu cliente (nada complicado para hoje em dia), uma estratégia de interações personalizadas (com a base dos dados), profissionais engajados com o sucesso de seu cliente e muita vontade de que seu negócio funcione!

    Apesar do trocadilho com a palavra “mágica”, não se trata de algo do além da imaginação, muito menos com trapaças. O trabalho aqui é saber como influenciar as pessoas da melhor forma possível com o uso dos dados que você conseguiu, capitche?

    Já existem ferramentas que conseguem fazer este tipo de ação praticamente sozinhas. Por incrível que pareça, estágios bem básicos do Machine Learning tem a capacidade de conhecer, intuir, prever e interagir com seus clientes personalizadamente. Não se assuste, mas existem softwares que conseguem calcular a propensão de compra, estimar produtos indicados, canais de compra e até horários que um determinado cliente gosta de receber uma chamada ou ler um e-mail. Com todas estas informações  você consegue saber o tamanho e a escala de seu cliente, o potencial e sua fidelidade à marca. Incrível, não?

    A um século atrás a Harley Davidson conseguiu fazer tudo isso sem ter acesso a este tanto de tecnologia e se firmou no córtex de muitos ávidos fãs de sua marca. A tecnologia caminha tão rápido, que se você deixar para abraçá-la depois, pode ser tarde demais.

    Tenho certeza que da próxima vez que você sentar em frente ao seu computador e pensar onde você quer chegar com sua marca, vai pensar que pode tudo! Basta procurar ferramentas corretas para melhorar o seu desempenho.

    Ah, se precisar, nós aqui da SW podemos ler seus dados e dar insights de como agir.